A maioria das manchas têm solução: dicas de como eliminá-las

 

Qualquer  Mancha tem solução?

Todo mundo já passou por isso alguma vez na vida: estava comendo aquela bela macarronada de domingo quando, de repente, o garfo virou e foi parar direto na sua blusa branca favorita. Ou então, você decidiu tirar do armário aquele vestido lindo que comprou há tempos e nunca usou, mas, quando o fez, viu uma mancha de mofo enorme nele. Ou ainda, não sabe o que fazer com o amarelado que os desodorantes deixam em roupas claras e não saem de jeito nenhum.

Apesar dos sustos, não é caso de desespero. Todas essas manchas têm solução. Com a ajuda da personal organizer Ana Afonso, elaboramos um guia prático e rápido de truques para você tirar as manchas em casa. Confira:

Desodorante

– Basta umedecer o local e colocar um pouco de bicarbonato em cima da mancha até que forme uma pasta. Deixe de molho em um balde com água e sabão por uns 30 minutos e esfregue um pouco. Depois basta lavar normalmente.

Mofo

– O mofo deixa manchas amareladas nos tecidos, mas é de fácil remoção.

Para roupas claras: Molhe o local afetado com vinagre branco e deixe secar ao sol por aproximadamente 20 minutos. Enxague com sabão de coco ou qualquer outro sabão para peças delicadas. Lave normalmente.

Para peças escuras: Coloque a peça em um balde com água e mistura 1 xícara de café de vinagre branco. Deixe de molho por aproximadamente 20 minutos. Esfregue e enxague. Lave normalmente depois disso.

Dica: peças escuras devem ser mantidas longe do sol. O oposto das peças claras.

Gordura

-A primeira coisa que você deve ter em mente quando cai algum tipo de gordura em um tecido é: não deixe que essa gordura seque! Pegue um papel toalha e pressione o local da mancha, para que seja absorvido o máximo de gordura possível.

Depois, coloque a peça em um balde com água morna e detergente (comum, daqueles que você usa para lavar louça) e deixe de molho até a água esfriar. Esfregue um pouco, enxague e, depois que a mancha clarear, lave normalmente.

Molho de tomate

– Deixe a peça de molho em um balde com água. Passe por cima da mancha uma escovinha macia, para que não estrague o tecido e, ainda assim, retire os resíduos. Depois lave normalmente.

Dica: Se a mancha estiver seca, aplique a mesma pasta de bicarbonato (utilizada para tirar manchas de desodorantes), deixe agir por 30 minutos antes de deixar de molho. Depois pode lavar normalmente.

Vinho

– Para tirar manchas de vinho, siga o mesmo procedimento utilizado para tirar molho de tomate. Lave de imediato ou utiliza artifícios para absorver o máximo da mancha o quanto antes. Você pode umedecer um pano com água morna e pressionar o local afetado. Depois lave normalmente.

Pasta de dente

– Essa é uma das manchas mais fáceis de serem retiradas. Como a maioria das pastas de dentes já possuem bicarbonato em sua composição, basta passar uma escova macia para retirar resíduos antes de lavar normalmente.

Graxa

– Para essa mancha, Ana Afonso recomenda que a peça seja levada diretamente a uma lavanderia. Lá é um local especializado e as manchas sairão com segurança.

“Não recomendo que as pessoas utilizem técnicas caseiras, nesse caso. Os produtos focados na limpeza de graxa são perigosos e não é qualquer pessoa que sabe manuseá-los corretamente”.

Ferrugem

– Coloque um pouco de suco do limão em cima da mancha e deixe secar ao sol de 15 a 20 minutos. Você irá perceber que a mancha ficará mais clara. Enxague bem e lave normalmente.

Sangue

– Limpe a mancha com água oxigenada 10 volumes. Coloque em uma bacia com água e deixe agir por 10 minutos. Esfregue e lave normalmente.

Água sanitária, jamais!

– Antigamente era comum a utilização de água sanitária para retirar manchas em tecidos. Essa prática deverá ser eliminada da sua lista de possibilidades.

“A água sanitária não deve ser utilizada para retirar manchas. Aparentemente ela está limpando a sua peça. Mas o que acontece, de fato, é a destruição das fibras do tecido”, afirma Ana.

* O tira manchas sem cloro é o ideal para roupas brancas e claras. Usar conforme as instruções da embalagem.

Originalmente publicada no Blog do Walmart em 03.nov.2011 – pauta com Ana Afonso

 

 

Comentários