Queijos, frios e vinhos – tábuas clássicas

Como montar tábuas tradicionais

Nos anos 1980/90 as reuniões com mesa de queijos, frios e vinhos viraram febre.
Eu mesma fiz cursos para organizar uma mesa onde além da apresentação das tábuas aprendi que conhecer a combinação, harmonização e equilíbrio eram fundamentais.

Apresentação considerava portanto harmonização. Não se misturava queijos, frios, frutas numa tábua só! Nem se fatiava tudo ou picava os queijos.

 

Frios

Tábua de sabores intensos, salgados e defumados.
Podem ser curados como copa, presunto cru, bacon, toucinho, pastrami ou salames e outros embutidos. Pelo menos duas opções de cada tipo pela variedade de sabor.

Queijos

 

Escolher texturas, sabores e consistências diferentes e agrupá-los de acordo com o sabor e outras características. Para uma boa tábua, um queijo de cada tipo, curados, defumados. São inúmeras opções. Brie, emental, gorgonzola, roquefort, gouda, parmesão, camembert, canastra e considere um opção de queijo fresco como mussarela de búfala.

Acompanham as tábuas frutas secas, frescas, pastas, pães, crackers, torradas.

Utensílios:
Facas de queijo, espátulas para pastas, palitos se for o caso.
Guardanapos, pratos de serviço, copos de água, copos de vinho e para outra bebida a ser servida.

#mesaqueijoevinho
#tabuadequeijos
#tabuadefrios

Comentários