Abastecendo a despensa: como comprar um bom feijão

Feijão  preto, roxinho, rosinha, mulatinho,carioca, jalo, rajado, branco, de corda, azuki e outras variedades.

Dicas para uma boa compra, guarda e preparo.

  1. Características: grãos uniformes, inteiros, de casca homogênea, brilhante, sem manchas ou rachaduras
  2. Em pacotes ( embalado)  observe a data de validade  e se consta a safra e o tipo. Escolha as mais recentes. O melhor feijão é sempre o mais novo: cozinha rapidamente  e não precisa ficar de molho por muitas horas. A identificação nas embalagens Tipo 1,2 e 3, principalmente do feijão carioca é feita   conforme a cor e a  quantidade de grãos defeituosos (o feijão clarinho  é o preferido pelo consumidor).
  3. A granel: aperte o grão com os dedos. Se rachar facilmente, significa que está velho e  vai levar mais tempo para ser cozido e precisará  ficar de molho.
  4. Armazenamento: Sempre em local seco e arejado. Evite estocar o feijão,  ainda que ele  possa ser guardado por até um ano  pois  quanto mais velho o grão mais duro efica.

De acordo com legislação específica o feijão produzido e comercializado no Brasil  é classificado seguindo  normas técnicas em Grupo, Classe e Tipo. Grupo: define se o grão é comum (cultivado em todo o território nacional), ou caupi (do Nordeste). Classe: identifica o feijão branco, preto ou misturado (reúne grãos diversos na mesma embalagem).Tipo: determina a quantidade de defeitos e impurezas dos grãos. Varia do 1 (o melhor) ao 3.

Curiosidade: O feijão preferido pelo carioca e o mais consumido no RJ  é o feijão preto.

Fonte: Bolsa de Cereais de São Paulo (BCSP).(www.souagro.com.br)

Comentários