Organizar-se para viver o carnaval de bairro em São Paulo

Definitivamente no Carnaval os blocos ganharam as ruas de São Paulo e arrastam multidões.

No último fim de semana pré Carnaval no meu bairro, a programação  intensa teve ruas bloqueadas, acessos mesmo a pé fechados, comércio em horário reduzido ou de portas fechadas.

Para não repetir os transtornos que tive com as compras de mercado, feira e outras coisas essenciais que faço no sábado e domingo, relacionei algumas providências, que tornam minha vida e da minha família mais fácil.

  1. Fazer uma programação para as atividades de rotina caberem nos horários de livre circulação;
  2. Agilizar as  compras de mercado e feira durante a semana ou  logo cedo, para dar tempo de ir e voltar antes das interdições locais e da vizinhança;
  3. Evitar usar o carro: fazer o maior número possível de percursos a pé para padaria, etc.;
  4. Abastecer o carro mesmo que não vá tirá-lo da garagem. Emergências podem acontecer.
  5. Acompanhar os bloquinhos locais, aqueles que não arrastem multidões, sem levar carteira e celular.

 

P.S. Para quem não gosta de Carnaval, as opções são praia, campo, mas mesmo por lá essa agitação chega.

 

Comentários