Dicas para evitar a correria nas Festas de Natal e Ano Novo

 

O Caderno Donna do jornal Zero Hora de Porto Alegre,RS, publicou neste domingo  matéria da  jornalista Gabriella Hass com dicas de especialistas  para programar e organizar sem correria as festas, presentes e viagens.

Veja o artigo na integra e a minha colaboração.

24 de outubro de 2010, por GABRIELA HAAS

Tudo parece estar sob controle até o momento em que se percebe que o mês de dezembro chegou e nada foi providenciado para as festas de Natal e Réveillon. As últimas semanas do ano que deveriam ser um tempo de reflexão, de se preparar para o novo período que se aproxima e confraternizar com família e amigos acabam ganhando um clima de tensão na hora de encarar compras, gastos extras no cartão de crédito, filas em shoppings, agenda cheia de compromissos e listas de tarefas a serem finalizadas até o dia 31 de dezembro. 

Muitas pessoas só se dão conta de que o ano está realmente chegando ao fim e que há uma série de medidas a serem tomadas quando resta pouco tempo para executá-las. Para evitar a correria típica da época, a palavra de ordem para os meses que antecedem as festas é planejamento. 

— O excesso de decisões gera um nível adicional de estresse, então é preciso estabelecer prioridades. Entrar no ritmo de funções que o final de ano traz pode consumir mais energia do que se imagina — explica Marli Jacobsen, membro da International Stress Management Association (Isma-BR). 

Confira, a seguir, as dicas de como programar as semanas que restam para organizar festas, presentes e viagens. Afinal, um planejamento prévio dos compromissos e tarefas de final de ano pode evitar, além do cansaço e do corre-corre, a possibilidade de começar 2011 com um rombo na conta bancária. 

A festa 

A noite de Natal e a virada do ano são momentos especiais, e os anfitriões das festas acabam se sentindo responsáveis pela satisfação da família e dos amigos. Não é possível providenciar a ceia com muita antecedência, mas alguns detalhes relacionados aos encontros já podem ser planejados e executados. Consultora de organização pessoal, residencial e empresarial, Ana Maria Afonso afirma que quem deixar para correr na última hora pode chegar às festas exausto e insatisfeito e, por isso, propõe um check-list para as semanas que precedem as comemorações. 

O primeiro passo é elaborar a lista de convidados e definir onde eles serão recebidos para enviar os convites com, pelo menos, um mês de antecedência. A partir da definição do cardápio, é possível fazer as encomendas com doceiras ou restaurantes, além de providenciar itens de mesa como talheres, pratos e guardanapos. É importante lembrar que o anfitrião pode contar com a ajuda das pessoas mais próximas, tanto em relação a empréstimo de louças quanto na elaboração de pratos e sobremesas. As duas semanas anteriores ao Natal devem ser dedicadas a atividades como limpeza da casa, compra de produtos que possam ser armazenados até a reunião – como bebidas, por exemplo – e escolha da decoração temática. 

Os presentes 

As listas são as maiores aliadas da maratona de compras, segundo os especialistas. Para evitar gastos acima do orçamento e não esquecer de ninguém, a professora do Curso de Administração do Tempo e Qualidade de Vida Branca Sampaio deixa algumas sugestões. Segundo ela, já é hora de definir quem será presenteado e quais serão as lembranças compradas para cada pessoa. 

A partir daí, o ideal é fazer uma pesquisa de mercado, anotando os preços e os nomes dos estabelecimentos visitados, para decidir onde, quando e quanto tempo será necessário para a compra dos presentes. 

— É importante que se faça um orçamento e que jamais se gaste mais do que o estabelecido. O tempo deve ser planejado de forma flexível, descontando 20% do total previsto para as compras para possíveis imprevistos — acrescenta. 

Antecipar-se é fundamental para evitar o estresse das lojas lotadas, trânsito caótico e preços mais altos. Quem se planeja com antecedência consegue encontrar o que procura, compara preços e não é surpreendido. 

(segue….)

Comentários